Desafios da TI para os próximos 10 anos

12/04/2018

 

Saiba os principais desafios para os próximos 10 anos

 

“Onde você se vê daqui a 10 anos” é uma pergunta que parece simples. Mas quando falamos de tecnologia da informação, é muito pertinente. Quais serão os desafios da TI para os próximos 10 anos, considerando que a revolução digital das últimas décadas já modificou consideravelmente as relações empresariais? Quais as novidades para a computação em nuvem? Como será a colaboração?

 

Acompanhe alguns desafios que podem fazer parte da rotina da sua empresa!

 

Utilização de infraestrutura

 

Alguns desafios da TI para os próximos 10 anos estão relacionados à utilização de infraestrutura. As empresas estão migrando seus ambientes para a nuvem, para a TI híbrida ou flexível, conforme as necessidades que identificam.

 

Cloud Computing

 

Cloud Computing é a utilização do Data Center do provedor da nuvem (externo à empresa). A elasticidade e a flexibilidade são suas características marcantes, ou seja, a contratação é feita de acordo com a demanda. A nuvem pode ser pública (uso de infraestrutura comum) ou privada (funciona no ambiente do cliente).

 

A computação em nuvem é uma tecnologia que deu origem a muitas outras. A partir dela, novidades foram criadas. Por ser uma espécie de motor, ela é responsável por muitos desafios da TI para os próximos 10 anos.

 

O chamado “Aplicativo de Malha e Arquitetura de Serviços”, por exemplo, surgiu recentemente como uma solução para multicanais, baseada na cloud computing, sem servidor. Os aplicativos móveis, para Web, para desktop e para IoT são conectadas em uma única malha de serviços, mas os usuários enxergam apenas um aplicativo. Ou seja, é uma solução otimizada.

 

Essa tecnologia já é utilizada atu+B5almente de forma simplificada, mas é um dos desafios da TI para a próxima década. Isso porque é preciso desenvolver ferramentas mais eficientes e adequadas para lidar com a mudança de arquitetura.

 

TI híbrida

 

Com o surgimento da Cloud Computing, ocorreram muitas mudanças da infraestrutura. Surgiram novas possibilidades para os serviços de TI, e muitas empresas adotaram a computação em nuvem como parte de seus sistemas.

 

Isso quer dizer que o sistema tradicional, que englobava apenas um local, foi deixado de lado para vincular serviços de TI internos e externos. Essa é a chamada TI híbrida. Mas junto com as mudanças, vieram os desafios do futuro. Como lidar com múltiplos ambientes em segurança?

 

Essas soluções passaram a exigir ajuda especializada para que as empresas usufruam de seu principal benefício, que é a redução de custos proveniente da contratação por demanda. Para superar os desafios, algumas soluções como cloud backup, disaster recovery e monitoramento remoto de incidentes devem fazer parte da rotina.

 

TI flexível

 

Esse serviço de infraestrutura escalável, em que o cliente paga apenas pelo que usar (OPEX), é um tipo de infraestrutura híbrida de TI. Ela permite que o usuário efetue pagamentos parcelados (mensais).

 

A TI flexível oferece muitos benefícios da nuvem pública, bem como a segurança e o controle do Data Center privado. A contratação pelo uso despreocupa o cliente em relação às mudanças nas condições do mercado ou com flutuações na demanda.

 

Mas como lidar com uma infraestrutura escalável? Assim como dissemos anteriormente, os desafios da TI para os próximos 10 anos envolvem necessariamente a presença de profissionais qualificados para garantir a segurança da informação.

 

Colaboração

 

As soluções de colaboração são fundamentais na rotina empresarial. Tecnologias como videoconferências, extensão da telefonia IP às reuniões, e ferramentas de videocolaboração possibilitam o fornecimento de serviços a qualquer hora e em qualquer lugar. Em suma, ela confere mobilidade e maior disponibilidade ao negócio.

 

E você já reparou como a cada dia aparece uma nova solução? Os desafios da TI para a década vindoura é desenvolver meios de facilitar o uso delas. Uma nova ferramenta que é tendência evidente são os sistemas conversacionais.

 

Simples ou complexos, esses sistemas tem o objetivo de contribuir para a adaptação das pessoas aos computadores. Além da captação de texto ou voz, eles adotam interfaces para a utilização de múltiplas modalidades de comunicação com o dispositivo (visão, som, tato).

 

Para isso, é preciso desenvolver a malha de dispositivos e os modelos de conexão e interação. A nova experiência digital certamente está por vir."

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Palestra Beltis/Commscope

May 25, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Criado por Beltis

(11) 2076-5555

(11) 98800-8916

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle